13 outubro, 2006

Loucura...



Já alguém sentiu a loucura
vestir de repente o nosso corpo?
Já.
E tomar a forma dos objectos?
Sim.
E acender relâmpagos no pensamento?
Também.
E às vezes parecer ser o fim?
Exactamente.
Como o cavalo do soneto de Ângelo de Lima?
Tal e qual.
E depois mostrar-nos o que há-de vir
muito melhor do que está?
E dar-nos a cheirar uma cor
que nos faz seguir viagem
sem paragem
nem resignação?
E sentirmo-nos empurrados pelos rins
na aula de descer abismos
e fazer dos abismos descidas de recreio
e covas de encher novidade?
E de uns fazer gigantes
e de outros alienados?
E fazer frente ao impossível
atrevidamente
e ganhar-lhe, e ganhar-lhe
a ponto do impossível ficar possível?
E quando tudo parece perfeito
poder-se ir ainda mais além?
E isto de desencantar vidas
aos que julgam que a vida é só uma?
E isto de haver sempre ainda mais uma maneira pra tudo?
Tu Só, loucura, és capaz de transformar
o mundo tantas vezes quantas sejam as necessárias para os olhos individuais
Só tu és capaz de fazer que tenham razão
tantas razões que hão-de viver juntas.
Só tu tens asas para dar
a quem tas vier buscar.
José de Almada Negreiros

7 comentários:

butterfly disse...

Bonita escolha.

D. disse...

Concordo a butterfly...

Beijinhos e bom fim de semana ;)

Anónimo disse...

"E dar-nos a cheirar uma cor
que nos faz seguir viagem
sem paragem
nem resignação?"

linhas tortas disse...

Boa noite.
Hoje quando ia de carro ouvi na rádio qualquer coisa como "Não caiu.Não escorregou.Não voou" atribuida a J.Steinbeck, (não sei se literalmente era assim, mas o sentido era este).Achei bonito e relaciono-o com este poema e com a loucura de que aqui se fala, tão necessária para que se vá mais longe na perseguição dos sonhos.
Bom fim-de-semana.

J. disse...

Belo poema!

Entre os "sãos de espírito" e os loucos, prefiro os segundos; dos primeiros, desconfio sempre :)

carpe diem disse...

lindo ;)...

Sìlvia Neves disse...

Só os loucos conseguem perseguir os seus sonhos, apenas eles estão dispostos a derrotar obstáculos pela sua concretização, apenas eles têm coragem de sentir a liberdade do sonho...