23 novembro, 2006

Um dia... um mês... um ano... uma vida...




«O meu mundo não é como o dos outros, quero demais, exijo demais, há em mim uma sede de infinito, uma angústia constante que nem eu mesma compreendo, pois estou longe de ser uma pessimista; sou antes uma exaltada, com uma alma intensa, violenta, atormentada, uma alma que se não sente bem onde está, que tem saudade... sei lá de quê!»



(Florbela Espanca)

4 comentários:

D. disse...

É assim que eu também me sinto...

Um beijinho e bom fim de semana;)

Bandida disse...

...sei lá de quê!...






abraço!
_____________________

Anónimo disse...

Passa-se uma vida inteira à procura sabe-se lá de quê. Não é?

contra-luz disse...

Espelho.